Publicidade

ANP vai indicar 74 blocos exploratórios para a 15a rodada

IMG_5811 (1)

A diretoria da ANP vai indicar ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) 74 blocos exploratórios para a 15a rodada de licitações, prevista para acontecer no primeiro trimestre do próximo ano. A decisão foi tomada durante reunião colegiada da diretoria realizada na tarde de ontem (11/10).

A agência vai sugerir a realização de leilões separados, com editais e contratos diferentes para áreas onshore e offshore. A tendência é que os leilões aconteçam no mesmo dia. A decisão também cabe ao CNPE. Esse é um pleito antigo da indústria terrestre no Brasil, sobretudo dos produtores independentes.

A 15a rodada da ANP deve ser a primeira em anos apenas com blocos exploratórios novos, que ainda não foram oferecidos para a indústria brasileira. Como a agência pretende implementar a partir do próximo ano o leilão permanente de áreas, onde estarão disponibilizadas para oferta todos os blocos já ofertados em demais leilões e também campos devolvidos, somente blocos novos entrarão na licitação.

A ANP vai indicar a oferta de blocos exploratórios na Bacia da Foz do Amazonas. Caberá ao CNPE definir se mantém ou não áreas na região.

Recentemente, o Ibama rejeitou os estudos apresentados pela Total para campanha de perfuração em blocos exploratórios arrematados pela empresa na 11a rodada, realizada em 2013.  O processo de licenciamento corre desde o começo de 2014, quando a empresa protocolou os primeiros documentos. Em agosto daquele ano, o Ibama liberou o termo de referência para perfuração de poços nos blocos FZA-M-57, FZA-M-86, FZA-M-88, FZA-M-125 e FZA-M127.

Veja abaixo os setores onde serão indicados blocos exploratórios:

Editor-Chefe da Agência E&P Brasil

Comentários no Facebook

Saiba mais