Publicidade

Sete Brasil prioriza quatro sondas

sete-brasil

A diretoria da Sete Brasil concluiu a revisão do seu plano de recuperação judicial, que será analisado pela Assembleia Geral dos Credores no próximo dia 28. O novo planejamento, assinado pelo presidente da empresa, Luiz Eduardo Carneiro, e pelo seu diretor Jurídico, Léo Fraga, prevê a priorização para a construção de quatro sondas que atendem aos critérios de andamento da obra, capacidade de entrega, confirmação no investimento remanescente e financiamento pelo estaleiro.

O novo planejamento também prevê a possibilidade de os estaleiros comparem as quatro sondas prioritárias das SPEs formadas para administrar os negócios. “Os estaleiros que desejarem exercer o direito de alienação das sondas da SPEs Prioritárias deverão apresentar às recuperandas e aos credores, em reunião de credores, dentro de um prazo a ser definido no respectivo instrumento de financiamento, proposta firme de aquisição com a indicação do preço e condições de pagamento, acompanhado de um laudo de avaliação de mercado do valor sonda, elaborado por empresas especializada”, diz o documento.

Na prática, as quatro sondas prioritárias são Urca, Arpoador, Guarapari e Ondina, que estão sendo construídas por Brasfels, Jurong e Enseada, e têm mais de 70% de obra concluída. A sonda Urca, em construção no Estaleiro Brasfels, é a que está em estágio mais avançado, com 89% do cronograma físico cumprido.

O planejamento de longo prazo prevê a conclusão de até 12 sondas perfuração, o que demandaria a captação de novos US$ 5 bilhões.

A novela da recuperação judicial da Sete Brasil se arrasta há mais de um ano. A empresa tem, já atualizados pelo novo plano de recuperação judicial, R$ 17,4 bilhões em dívidas. A Sete Brasil Participações possui investimentos diretos e indiretos em mais de 40 empresas. São 11 holdings não operacionais e 29 SPEs.






Comentários no Facebook