Publicidade

Serra renuncia e calendário da comissão da MP do Repetro é atrasado

37102322640_59aed39ae2_z

Uma semana após a instalação da comissão mista criada para analisar a Medida Provisória 795, conhecida como MP do Repetro, o presidente da comissão, senador José Serra (PSDB-SP), renunciou à presidência.

Serra não confirmou presença na reunião da comissão que estava prevista para esta quarta, quando seria analisado o relatório do relator, deputado Julio Lopes (PP-RJ). Procurada, a assessoria de Serra informou que o senador renunciou ao posto “por sobrecarga de trabalho”.

A renúncia atrasa os trabalhos do grupo e aperta ainda mais o prazo para a votação do relatório final dado pelo próprio Serra e por Julio Lopes, que esperavam aprovar a MP 795 no Congresso antes do dia 27 de outubro, quando estão marcados os próximos leilões do pré-sal pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Agora, um novo presidente deve ser escolhido na próxima reunião da comissão, marcada para o dia 10 e outubro.

Serrão não era previsto como presidente da comissão mista da MP 795. Há uma semana, seu colega de partido, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) chegou a participar de reuniões com técnicos da casa como presidente da comissão.

Guilherme Serodio é editor de Política da E&P Brasil

Comentários no Facebook