Publicidade

Quer comprar uma plataforma de petróleo?

O FPSO P-34 está atualmente docado no Estaleiro Renave, em Niterói. Foto: Stérferson Faria/Agência Petrobras
O FPSO P-34 está atualmente docado no Estaleiro Renave, em Niterói. Foto: Stérferson Faria/Agência Petrobras

A Petrobras deve voltar ao mercado para tentar vender o FPSO P-34, primeira unidade do tipo da frota da empresa e também primeira plataforma da estatal a produzir no pré-sal. A empresa cancelou em abril o leilão que havia feito para vender a plataforma e foi vencido pelo investidor internacional John Lamb.

O leilão vencido por Lamb aconteceu em 2015 e foi aprovado pela diretoria da Petrobras em janeiro de 2016 . Ele pagaria US$ 3,1 milhões pela unidade, que atualmente está docada no Estaleiro Renave, na Baía de Guanabara.

Mesmo não atingindo o valor de reserva, a direção da estatal – naquela época comandada por Aldemir Bendine – optou por aprovar a proposta de compra feita por Lamb. Concorreram com ele na licitação a Natehk Shipping e a Alfa Ship Trading, que cotaram a unidade em US$ 2 milhões e US$ 675 mil, respectivamente.

62cb356a-6bea-4195-8dee-1788686b945c

Construída em 1959, na Holanda, a P-34 é o primeiro FPSO da frota da Petrobras e está parada desde 2012, quando foi desmobilizada do campo de Jubarte, no Parque das Baleias, na Bacia de Campos, onde produziu o primeiro óleo do pré-sal, em setembro de 2008. O FPSO tem capacidade para produzir 54 mil barris/dia de óleo e comprimir 1 milhão de m³/dia de gás natural.

Esta não é a primeira licitação da Petrobras vencida por Lamb. O investidor arrematou, no último ano, a sonda P-14 por US$ 530 mil. 

A reportagem não conseguiu contato com John Lamb.

Comentários no Facebook