Publicidade

O que a lista de inscritos na 14a rodada diz sobre o leilão

A ANP divulgou na última sexta-feira o resultado final da inscrição de empresas na 14a rodada, que será realizada no dia 27 de setembro. Serão ao todo 32 empresas que vão disputar a concessão de 287 blocos em cinco bacias marítimas e seis bacias terrestres.

O leilão será o primeiro depois que o governo renovou até 2040 o Repetro e flexibilizou as regras de conteúdo local, pleitos antigos das petroleiras que operam no Brasil. É o primeiro com patamar de preço do barril tão baixo desde a 4a rodada.

E quem está inscrito no leilão

lista de inscritos na 14a rodada nos mostra um bid muito parecido com os leilões que aconteceram recentemente no México, sobretudo na concorrência para ativos em águas rasas – ativos que também serão ofertados no leilão brasileiro.

Empresas aprovadas em 25/8:

1) GREENCONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA – EPP – Brasil*
2) PETROGAL BRASIL S.A. – Portugal
3) PETROIL OLEO E GAS LTDA – Brasil
4) PETRORECONCAVO S.A – Brasil

Empresas aprovadas em 23/8:

1) ALVOPETRO S/A EXTRACAO DE PETROLEO E GAS NATURAL – Brasil
2) BERTEK PRODUTOS, SERVICOS E MINERACAO LTDA – Brasil*
3) CAPRICORN BRASIL PETROLEO E GAS LTDA. – Índia*
4) GRAN TIERRA ENERGY BRASIL LTDA – Canadá
5) PARNAIBA GAS NATURAL S.A. – Brasil
6) ROSNEFT BRASIL E&P LTDA – Rússia
7 )TEK ÓLEO E GÁS LTDA. – China

Empresas aprovadas em 16/8: 

1) CNOOC PETROLEUM BRASIL LTDA. – China
2) GREAT ENERGY S.A – Brasil
3) IMETAME ENERGIA LTDA. – Brasil
4) MURPHY EXPLORATION & PRODUCTION COMPANY – Estados Unidos*
5) PETRO-VICTORY ENERGIA LTDA. – Brasil*
6) PHOENIX EMPREENDIMENTOS LTDA. – Brasil
7) QUEIROZ GALVAO EXPLORACAO E PRODUCAO S.A. – Brasil

Empresas aprovadas em 9/8:

1) BP ENERGY DO BRASIL LTDA. – Reino Unido
2) DEA DEUTSCHE ERDOEL AG – Alemanha*
3) EXXONMOBIL EXPLORAÇÃO BRASIL LTDA. – Estados Unidos
4) GEOPARK BRASIL EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS LTDA. – Bermudas
5) KAROON PETRÓLEO E GÁS LTDA. – Austrália
6) MUNCKS & REBOQUES BRASIL LTDA. – Brasil
7) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS – Brasil
8) PETRONAS CARIGALI SDN BHD – Malásia*
9) PTTEP BRASIL INVESTIMENTOS EM EXPLORACAO E PRODUCAO DE PETRÓLEO E GÁS LTDA. – Tailândia
10) REPSOL EXPLORACIÓN S/A – Espanha
11) SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. – Reino Unido
12) TOTAL E&P DO BRASIL LTDA. – França
13) VIPETRO PETRÓLEO S.A – Brasil
14) WINTERSHALL DO BRASIL SERVIÇOS LTDA. – Alemanha*

* Empresas que ainda não possuem contrato para exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil

Oito das empresas que se inscreveram para o leilão mexicano também estão inscritas para a 14a rodada. Claro, a inscrição não garante que a empresa participará da concorrência. Nem que irá sozinha ofertar por blocos. A própria Petrobras se inscreveu no bid, mas acabou não apresentando propostas.

 

Mas o olhar para o leilão mexicano pode apontar algumas tendências. Lá, Shell e Total, que também estão inscritas na 14a rodada, se uniram e compraram o bloco 15. Por aqui, as duas empresas já são sócias da Petrobras, CNOOC e CNPC  no projeto de Libra, primeiro da partilha da produção.

A DEA, que aqui já tem parceria fechada com a Karoon, lá optou por bidar com a Pemex, estatal local. Karoon e Petrobras aqui também têm boa relação e chegaram a negociar ativos no plano de desinvestimentos da estatal no último ano, o que pode indicar uma possível parceria tripla.

 

As parcerias devem dar a tônica do leilão, sobretudo em um mercado de barril em baixa. A Repsol, por exemplo, já indicou que busca sócios para disputar concessões nas bacias de Sergipe-Alagoas, Campos, Santos e Espírito Santo.

Capitalizada pela venda de sua participação no bloco exploratório BM-S-8, para a Statoil, a QGEP pode buscar novos ativos exploratórios para compor seu portfólio. A empresa já tem duas concessões na bacia de Sergipe-Alagoas, lá mesmo onde a Repsol também procura sócios.

 
Na parte terrestre do leilão, que é uma concorrência para outro perfil de empresa e historicamente atrai mais companhias brasileiras, a Bacia do Parnaíba deve ser odestaque de nova fronteira. As empresas que já atuam nas bacias maduras devem buscar ativos para compor seus portfólios, como é o caso da Alvopetro, Imetame, Tek, Vipetro e Great.
Editor-Chefe da Agência E&P Brasil

Comentários no Facebook