Publicidade

O licenciamento ambiental para sísmica destravou?

Sísmica com nodes
Sísmica com nodes em Libra foi iniciada pela FarfieldNodal

A FairfieldNodal informou nesta quarta-feira (18/10) que iniciou a campanha de aquisição de dados sísmico 3D, com nodes, na área de Libra, no cluster do pré-sal da Bacia de Santos. Na última semana, a Spectrum iniciou campanha para aquisição de dados multiclientes na Bacia do Ceará, região que deve ser ofertada na 15a rodada da ANP, prevista para o 1o trimestre do próximo ano.

As duas licenças foram emitidas pelo Ibama no último mês, quando também foi liberada campanha 3D da CGG na Bacia de Santos e autorizada uma campanha 4D da Shell no Parque das Conchas, na parte capixaba da Bacia de Campos.

A E&P Brasil ouviu técnicos, representantes do governo e executivos das empresas de aquisições de dados sísmicos e perguntou: o licenciamento ambiental para atividade no país destravou? A resposta unânime é sim, mas todos também concordam que é preciso continuar trabalhando para que os avanços não se percam. A unanimidade também persiste na avaliação de que o aumento do diálogo entre o órgão ambiental e as empresas foi fundamental para o resultado.

Outro ponto comum defendido pelos entrevistados é que é preciso dotar o Ibama de recursos financeiros para que seus técnicos tenham capacidade de desenvolver suas atividades com tranquilidade. Chama atenção também a necessidade de mudança na legislação para discriminalização a decisão técnica de liberação de uma licença ambiental. 

O calendário de leilões que está proposto pelo governo federal para os próximos anos e que deve ser ampliado para o horizonte de cinco anos na próxima reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que será realizada em dezembro, deve abrir uma boa possibilidade de investimentos em projetos de sísmica, que precisam de previsibilidade para serem feitos. Uma parte das EADs, contudo, defende um espaçamento maior entre os leilões para que campanhas sejam feitas entre as concorrências.

Comentários no Facebook

Saiba mais