Publicidade

Maior parte do desinvestimento da Petrobras está em fase vinculante

A Petrobras anunciou na última semana que iniciou a venda dos campos de Piranema e Piranema Sul, ambos em águas profundas da Bacia de Segipe-Alagoas. Para participar da venda o potencial comprador precisa estar qualificado pela Agência Nacional do Petróleo como operador A e possuir patrimônio líquido superior a R$ 152 milhões.

O campo de Piranema, descoberto em 2001, está em ultra-profundas (lâmina d’água variando entre 200 e 2.000 m) de Sergipe, distando até 37 km da linha de costa. Iniciou a produção em outubro de 2007.Produz a partir do FPSO Piranema, que é a única unidade de produção cilindrica do mundo. O campo de Piranema Sul, descoberto no ano de 1987 está a cerca de 30 km da linha de costa, sendo contíguo ao campo de Piranema.

Com o início da venda de Piranema e Piranema Sul a Petrobras tem hoje 25 licitações em andamento para desinvestimentos, sobretudo em projetos de E&P. São 104 campos, sendo a 70 em terra e 34 no mar. A maior parte dos projetos está na fase vinculante.

O que é a fase não vinculante

Nesta etapa do projeto, os interessados habilitados na fase anterior terão acesso a um data room virtual contendo mais informações sobre os projetos, além de instruções sobre os processos de desinvestimentos, incluindo as orientações para elaboração e envio das propostas não vinculantes.

O que é a fase vinculante

Nesta fase do projeto são emitidas as cartas-convite para os interessados habilitados na fase anterior, com as instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo as orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

 



Comentários no Facebook

Saiba mais