Publicidade

Guia dos leilões de petróleo nas Américas

Argentina

O ministro de Energia e Mineração da Argentina, Juan J. Aranguren, anunciou que o país realizará em julho de 2018 a 1a rodada do Plano de Exploração Offshore do país. O leilão vai ofertar áreas nas bacias Austral Norte (5.000 km2), Oeste de Malvinas ( 90,000 km2) e a Argentina Norte (130,000 km2). 

Aranguren anunciou ainda que o 2o leilão para áreas offshore no país vizinho acontecerá em 2019 e deve ofertar novos 120 mil km2 de áreas na Bacia Argentina Sul. 



Governo de Mendoza

Captura de Tela 2017-12-31 às 07.30.49

O governo de Mendoza lançou licitação para a concessão de 11 áreas terrestres na região de Malargüe, na Argentina. A consulta pública da concorrência vai até o início de fevereiro (2/2). Serão licitados nove blocos exploratórios e duas áreas de produção que vão receber propostas em 16 de abril. 

A expectativa do governo é atrair entre US$ 1 e US$ 2 bilhões na fase de exploração. As áreas terão prazo exploratório de nove anos e mais 25 anos para produção. Haverá exigência de 75% de conteúdo local para as atividades desenvolvidas nos projetos. 

As concorrências pretendem definir o potencial não convencional em formações como Vaca Muerta e Potrerillos, além de avaliar o potencial em novas áreas, gerar emprego e renda.


Brasil

A Agência Nacional do Petróleo e Gás (ANP) lançou em 24 de janeiro o pré-edital e as minutas dos contratos para o 4o leilão pré-sal, que vai acontecer em 7 de junho. A agência vai realizar em 22 de fevereiro a audiência pública para discutir o pré-edital e as minutas e recebe contribuições até 18 de fevereiro.

O 4o leilão do pré-sal vai ofertar as áreas de Itaimbezinho, Três Marias, Dois Irmãos, Saturno e Uirapuru nas bacias de Campos e Santos. Todas as áreas do leilão têm bônus fixado em R$ 4,65 bilhões.

A Petrobras indicou que vai exercer o direito de preferência nas áreas de Dois Irmãos, Três Marias e Uirapuru no 4o leilão do pré-sal. A empresa requereu o percentual mínimo de 30% em cada área e se for mantido o percentual terá que desembolsar R$ 945 milhões.

15a rodada de licitações

A ANP recebeu 22 inscrições de empresas, sendo 17 para offshore e cinco para onshore, para participar da 15a rodada de licitações, que acontecerá em 29 de março. A documentação das empresas começa a ser analisada pela Comissão Especial de Licitação do leilão no próximo dia 21.

A 15a rodada da ANP vai ofertar 70 blocos nas bacias sedimentares marítimas do Ceará, Potiguar, Sergipe-Alagoas, Campos e Santos e nas bacias terrestres do Parnaíba e do Paraná, totalizando 95,5 mil km² de área. Os compromissos de conteúdo local serão definidos em cláusulas específicas do contrato e não serão adotados como critério de julgamento das ofertas na licitação.

 

 

Colômbia

Colombia

A Agência Nacional de Hidrocarburos da Colômbia adiou para 23 de fevereiro a data para entrega dos documentos para habilitação das empresas interessadas em participar da rodada que vai ofertar 15 blocos onshore na bacia de Sinú-San Jacinto, no nordeste do país. O prazo inicial terminava em 18 de dezembro. Com o adiamento, a lista das empresas habilitadas será divulgada em 7 de fevereiro.  O leilão inclui áreas maduras e de fronteira e a previsão é que os contratos sejam assinados em meados de março. 

Guatemala

O Ministério da Energia pode anunciar uma rodada de licitação para 2018, com 13 blocos onshore possivelmente oferecidos. Não foram divulgados mais detalhes até agora. A última licitação no país foi realizada em 2012.

México

O México recebe em 27 de março propostas para a Rodada 3, que vai licitar 35 áreas offshore em águas rasas nos setores Burgos, Tampico- Misantla-Veracruz e na Bacia de Suereste. As empresas que participaram das rodadas 1 e 2 no país estão automaticamente habilitadas para o leilão de 2018.

Trinidad e Tobago

O Ministério das Indústrias de Energia e Energia lançará uma rodada de licitação em 2018 para a oferta de áreas onshore e offshore. 

Offshore

Onshore

 EUA

O secretário do Interior dos EUA, Ryan Zinke, anunciou que o Departamento está propondo a maior venda de áreas de petróleo e gás já realizada nos Estados Unidos – 76.967.935 acres no Golfo do México, no Texas, Louisiana, Mississippi, Alabama e Flórida no exterior . O leilão, que oferece uma área do tamanho do Novo México, está previsto para março de 2018 e inclui todas as áreas disponíveis sem impacto na plataforma continental externa do Golfo, superando a venda de arrendamento da região no ano passado em cerca de um milhão de acres.

Uruguai

A Ancap realizou em 1o de fevereiro road show em Houston, no Texas, para divulgar a 3a Rodada de Licitações do Uruguai, que vai  acontecer em 26 de abril de 2018 e ofertar 17 blocos offshore em três diferentes bacias sedimentares. São ao todo 7.600 km2 de área exploratória variando em lâmina d’água de 50 e 4.000 m. No final de fevereiro, o road show da estatal deve ir até Londres para apresentar as áreas do leilão uruguaio. 

As áreas serão divididas em três tipos, de acordo com a lâmina d’água. Blocos em águas rasas terão período exploratório de oito anos. Em águas profundas, o período exploratório será de 10 anos. O contrato de produção será de 30 anos, podendo ser renovado por mais 10 anos.

Os contratos de concessão serão similares aos realizados na Ronda 2, em 2009.

 


Comentários no Facebook

Saiba mais