Publicidade

Atualizado: Guia dos leilões de petróleo nas Américas

 

EUA

O Bureau of Ocean Energy Management (BOEM), do governo dos EUA, anunciou em 30 de março um mega leilão para a concessão de áreas de exploração de petróleo e gás na costa dos estados do Texas, Louisiana, Mississippi, Alabama e Florida. O leilão vai incluir mais de 14.000 blocos que foram ofertados no Lease Sale 250, que aconteceu no último dia 21 de março.

O leilão gerou compromisso de investimentos da ordem de US$ 124,7 milhões. Foram 33 companhias que participaram da concorrência. A americana ExxonMobil não participou da concorrência e levou áreas no Brasil na 15a rodada.

O governo Donald Trump começou pelas cidades de Annapolis (Maryland) e Jackson (Mississippi) as audiências públicas que vão discutir o Programa Nacional de Leasing para Áreas de Petróleo e Gás 2019/2024 nos EUA. O planejamento prevê o maior número de leilões já realizados desde a criação dos programas quinquenais nos EUA. 

Argentina

O ministro de Energia e Mineração da Argentina, Juan J. Aranguren, anunciou que o país vai lançar em julho de 2018 a 1a rodada do Plano de Exploração Offshore do país. O leilão vai ofertar áreas nas bacias Austral Norte (5.000 km2), Oeste de Malvinas ( 90,000 km2) e a Argentina Norte (130,000 km2). 

Aranguren anunciou ainda que o 2o leilão para áreas offshore no país vizinho acontecerá em 2019 e deve ofertar novos 120 mil km2 de áreas na Bacia Argentina Sul. 



Brasil

5o leilão do pré-sal

O Ministério de Minas e Energia (MME) agendou para 28 de setembro o 5o leilão do pré-sal, que vai ofertar os dois blocos retirados da 15a rodada da ANP mais as áreas de Saturno, Pau Brasil e Sudoeste de Tartaruga Verde. A realização do leilão deve ser aprovada em reunião extraordinária do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) agendada para quarta-feira (4/5). A Petrobras vai exercer o direito de preferência apenas na área de Sudoeste de Tartaruga Verde. 

Primeiro Ciclo da Oferta Permanente de Áreas

A ANP divulgou o pré-edital e as minutas dos contratos do primeiro ciclo da oferta permanente de áreas, que vai disponibilizar 884 blocos exploratórios e 14 áreas com acumulações marginais, em 15 bacias sedimentares, somando 346.034,94 km de área exploratória. A agência realiza no próximo dia 30 maio audiência pública para discutir as contribuições ao edital e os contratos da oferta. Serão disponibilizados dados de 722 blocos terrestres e 162 áreas offshore.

 

Guatemala

O Ministério da Energia pode anunciar uma rodada de licitação para 2018, com 13 blocos onshore possivelmente oferecidos. Não foram divulgados mais detalhes até agora. A última licitação no país foi realizada em 2012.

México

A Agência Nacional de Hidrocarburos do México lançou a terceira etapa da 3a rodada de licitações, que vai acontecer em 5 de setembro. O leilão vai ofertar nove áreas terrestres com propensão para atividades não convencionais na bacia de Burgos. A publicação da lista dos pré-qualificados sai em 3 de agosto. A previsão é assinar os contratos das áreas arrematadas no leilão em até 140 dias depois da realização da concorrência.

Antes disso, em 25 de julho, o governo do México recebe propostas para a venda de 37 áreas terrestres nas bacias de Burgos, Tampico- Misantla-Veracruz e Cuencas del Sureste. 

Trinidad e Tobago

O Ministério das Indústrias de Energia e Energia lançou concorrência para a oferta de seis blocos exploratórios em águas rasas e um bloco exploratório em terra em Trinidad e Tobago. 

 




Comentários no Facebook

Saiba mais