Publicidade

Deputados querem liberar venda direta de etanol para postos

 

O deputado Rogério Rosso (PSD/DF) é autor do PDC 955/18

Os deputados João Henrique Caldas (PSB/AL) e Rogério Rosso (PSD/DF) protocolaram na Câmara dos Deputados dois projetos de lei sustando o artigo 6º da Resolução nº 43, de 22 de dezembro de 2009, da Agência Nacional de Petróleo – (ANP). Os projetos pretendem liberar que os produtores de etanol possa comercializar o combustível sem passar pelas distribuidoras, diretamente para os postos de abastecimento.

“Verifica-se que, em diversas regiões do país, a intermediação na comercialização do etanol pelas distribuidoras tem elevado o preço do combustível a patamares de preços tais que sua utilização se torna economicamente inviável em relação à gasolina, cujo refino encontra-se em sua quase totalidade em poder da Petrobras”, diz o deputado Rogério Rosso na justificativa do Projeto de Decreto Legislativo 955/2018, protocolado ontem (28/5).

O deputado João Henrique Caldas diz que a ANP concentra o mercado em menos fornecedores com as restrições impostas. “Ao estabelecer critérios desnecessários – além de ilegais – a Agência termina por concentrar o mercado em menos fornecedores, os quais poderão, em um mercado oligopolizado, repassar os custos ao consumidor final sem receio, o que trava a economia, já que se trata de insumo necessário à área de transportes”, diz o parlamentar justificando o Projeto de Decreto Legislativo 916/2018.

O projeto de Caldas, protocolado em abril, está mais adiantado em seu andamento e deve receber o projeto de Rosso apensando. O deputado Simão Sessim (PP/RJ) é o relator do PDC 916 na Comissão de Minas e Energia desde o último dia 2 de maio, mas ainda não apresentou seu relatório sobre o texto.




Comentários no Facebook