Publicidade

Eneva vai replicar Parnaíba no Amazonas

Eneva pagará US$ 54,5 milhões por 100% do projeto
Eneva pagará US$ 54,5 milhões por 100% do projeto, também no meio da floresta amazônica

A Petrobras e a Eneva anunciaram um acordo para a venda do campo de Azulão, na Bacia do Amazonas, por US$ 54,5 milhões. O projeto é o primeiro do Plano de Desinvestimentos e Parcerias da Petrobras a sair do papel depois da nova metodologia de venda acertada com o TCU. 

A negociação ainda depende da aprovação da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O pagamento da aquisição será feito após o fechamento da operação.

O Campo de Azulão, localizado a cerca de 290 km a leste de Manaus, e foi declarado comercial em maio de 2004. De acordo com a Eneva, a área possui volumes recuperáveis de gás natural com potencial para implantação de um projeto integrado, com o escoamento direto do gás natural produzido para abastecimento de uma usina termelétrica, em linha com o modelo Reservoir-to-Wire (R2W), implementado na Bacia do Parnaíba. 


Comentários no Facebook