Publicidade

Ciro Gomes pede saída de Pedro Parente e diz que política de preços é fraudulenta

O pré-candidato do PDT à presidência da República Ciro Gomes pediu a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente, do comando da estatal. Segundo o ex-ministro dos governos Itamar Franco e Lula, a atual política de preços da estatal é fraudulenta.

Ciro Gomes, em entrevista nesta segunda-feira ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura, afirmou, contudo, que não repetiria a estratégia de controle de preços dos combustíveis adotada pelo governo Dilma Rousseff, que gerou prejuízoos estimados em US$ 60 bilhões à Petrobras.

O governo brasileiros impôs à sociedade nacional uma política de preços da Petrobras absolutamente fraudulenta. Esta política desconsidera o custo do barril de pretróleo do Brasil, e passa a cobrar como se o barril de petróleo brasileiro, que custa ao redor de U$ 17, fosse o custo do barril de petróleo negociado no mercado especulativo do estrangeiro, que hoje está perto dos U$ 90”, disse.




Comentários no Facebook