Publicidade

Cinco gráficos que mostram a importância da comercialidade do campo de Mero

A Petrobras declarou na última quinta-feira (30/11) a comercialidade do campo de Mero,  no bloco de Libra, primeira área da partilha da produção do pré-sal do país. Mero, que é uma parceria entre a estatal brasileira, Shell, Total, CNPC e CNOOC, e tem o contrato gerido pela PPSA, tem 3,3 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo + gás) em volume recuperável. A área começou a produzir no último dia 27 de novembro a partir de um Teste Longa Duração (TLD) comandado pelo FPSO Pioneiro de Libra, afretado com a Odebrecht Óleo e Gás e a Teekay por 12 anos. 



Comentários no Facebook