Publicidade

ANP indica mais blocos e CNPE decide quinta sobre leilões de 2018

14ª-Rodada-da-ANP-2

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) se reúne na próxima quinta-feira (9/11) para discutir os blocos exploratórios que serão ofertados na 15a rodada de áreas de concessão. Também deve discutir o 4o leilão do pré-sal, previstos para o primeiro semestre do próximo ano. A diretoria da ANP aprovou esta semana a indicação de mais 11 blocos para o leilão, fechando uma indicação total de 85 áreas exploratórias.

A agência sugeriu a realização de leilões separados, com editais e contratos diferentes para áreas onshore e offshore. A tendência é que os leilões aconteçam nos dias 28 e 29 de março de 2018.

A 15a rodada da ANP deve ser a primeira em anos apenas com blocos exploratórios novos, que ainda não foram oferecidos para a indústria brasileira. Como a agência pretende implementar a partir do próximo ano o leilão permanente de áreas, onde estarão disponibilizadas para oferta todos os blocos já ofertados em demais leilões e também campos devolvidos, somente blocos novos entrarão na licitação.

A ANP manteve a oferta de blocos exploratórios na Bacia da Foz do Amazonas. Caberá ao CNPE definir se mantém ou não áreas na região. A tendência que alguns blocos sejam excluídos, incluído áreas na Foz.

Recentemente, o Ibama rejeitou os estudos apresentados pela Total para campanha de perfuração em blocos exploratórios arrematados pela empresa na 11a rodada, realizada em 2013.  O processo de licenciamento corre desde o começo de 2014, quando a empresa protocolou os primeiros documentos. Em agosto daquele ano, o Ibama liberou o termo de referência para perfuração de poços nos blocos FZA-M-57, FZA-M-86, FZA-M-88, FZA-M-125 e FZA-M127.

Para o 4o leilão do pré-sal, o CNPE analisará a indicação das áreas de Saturno, Três Marias e Uirapuru, na Bacia de Santos, e os blocos exploratórios C-M-537, C-M-655, C-M-657 e C-M-709, situados na Bacia de Campos. A previsão é que a concorrência aconteça em junho do próximo ano.

Captura de Tela 2017-11-03 às 15.30.06

Editor-Chefe da Agência E&P Brasil

Comentários no Facebook

Saiba mais